Busca Avançada
Informações e vendas: (62) 3240-2300
Busca avançada
Portal do corretor Portal do cliente

Blog

Home    /    App de delivery recebe investidores com aplicações a partir de R$ 1 mil

Dicas

24/07/2019

App de delivery recebe investidores com aplicações a partir de R$ 1 mil

A praticidade dos aplicativos de delivery faz cada vez mais parte do cotidiano das pessoas nas grandes cidades. Quem não faz ao menos um pedido de comida por apps durante a semana? 

Esse é um mercado em aquecimento e só no ano passado movimentou cerca de R$ 11 bilhões de reais, segundo a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes). 

Por esse motivo a disputa entre empresas de entrega de comida por meio de plataformas digitais segue acirrada, sendo que três delas despontam na liderança das preferências dos usuários: IFood, Uber Eats e Rappi. 

Colando na quarta posição e brigando por uma fatia maior desse mercado, o Apptite, aplicativo de delivery nascido em 2016. Ao contrário dos outros apps tradicionais, o Apptite tem foco em entregar produtos de chefs, cozinheiros e confeiteiros com produção de pequena escala. 

Atualmente o serviço entrega 500 refeições por dia e fatura R$ 500 mil por mês, com intenção de dobrar esses números até março de 2020. O app atende a cidade de São Paulo e tem planos de expandir suas operações para Belo Horizonte ou Recife, também no próximo ano. 

Para isso a startup procura novos aportes para captar R$ 4,5 milhões, sendo que em duas semanas já conseguiu levantar impressionantes R$ 3,5 milhões. As captações são feitas por meio de um crowdfunding, uma modalidade de financiamento coletivo. Se o Apptite alcançar a meta, esse será o maior crowdfunding do Brasil. 

O capital levantado será investido em marketing, em captação de novos clientes e chefes para a plataforma e também para tecnologia. 

Os investimentos podem ser feitos por pessoas físicas, com aplicações a partir de R$ 1 mil, sendo que do valor total levantado pelo financiamento coletivo, aproximadamente 70% corresponde a esse tipo de aplicação especificamente. 

Investimento e retorno

Se investir em uma startup está em seus planos, a primeira - e óbvia - dica é analisar detalhadamente os prós e contras. Um primeiro ponto que precisa ficar clara é que esse é um investimento de risco. Isso porque nem todas as startups realmente decolam para o sucesso. 

No entanto, para as jovens empresas que conseguem crescer, os ganhos são realmente impressionantes. A dica de ouro é verificar bem como é o mercado de atuação da startup, se tem mercado para expansão e se a expectativa de retorno é viável e atrativa. 

No caso dos serviços de delivery, por exemplo, segundo uma pesquisa do Instituto Ipsos, 42% dos pedidos de entregas já é feito em plataformas digitais, o que é um dado indicativo sobre a ascensão desse tipo de serviço. 

Fique ligado em nosso blog para conferir, tendências, novos negócios, novidades do mercado imobiliário, dicas de imóveis e as curiosidades da Adão Imóveis. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube.

Fonte: Valor Econômico

Voltar