Informações e vendas: (62) 3240-2300
Portal do corretor Portal do cliente

Blog

Mais lidas

Home    /    Crédito imobiliário atrelado apenas à inflação: entenda

Mercado Imobiliário

13/11/2019

Crédito imobiliário atrelado apenas à inflação: entenda

Nos últimos meses a Caixa lançou uma nova modalidade de crédito imobiliário atrelado ao índice oficial de inflação, o IPCA. Até então, os financiamentos eram indexados apenas à Taxa Referencial (TR), que desde dezembro de 2017 está zerada, devido à queda da taxa básica de juros da economia, a Selic. 

Com essa nova modalidade de crédito imobiliário atrelado ao IPCA, a aposta da Caixa é renovar o mercado imobiliário, graças à ampliação do acesso ao crédito, além do barateamento dos financiamentos imobiliários. Além disso, a expectativa do banco estatal é de um aumento da competição no mercado com outros bancos nessa modalidade. 

Mas o que é o IPCA?

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) é o índice oficial da inflação no país. Sua função é indicar a variação dos preços de alimentos e produtos no comércio para o consumidor final. Por exemplo, o IPCA informa o quanto aumentou ou abaixou o preço do arroz, do quilo de batata e de outros itens.

Esse índice é válido para todo o país e é calculado mensalmente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nas regiões metropolitanas de cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém, Vitória e Goiânia, entre outras cidades. 

Como funciona a nova linha de crédito?

Essa nova linha de crédito vale para imóveis residenciais enquadrados no Sistema Financeiro da Habitação (SFH), em que o limite de valor é R$ 1,5 milhão, e no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI). A nova modalidade tem taxa mínima de IPCA + 2,95%, enquanto os juros mínimos das outras linhas são de TR + 9,75%.

Em uma simples ilustração, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou, durante o anúncio da nova linha, que na condição anterior, a parcela de um imóvel de R$ 300 mil seria superior a R$ 3 mil. Agora, com o crédito atrelado à inflação, a parcela cai para cerca de R$ 2 mil de acordo com Pedro.

Além do acesso mais facilitado ao crédito imobiliário e também a parcelas mais baixas, os clientes também contam com mais transparência, já que a Taxa Referencial é definida pelo governo, o contrário do que acontece na IPCA.  

O novo posicionamento adotado pela Caixa, em consonância com outros fatores como o crescente números de imóveis vendidos, além do reerguer das incorporadoras solidificam o aquecimento do mercado imobiliário. 

No entanto, esse é um panorama do cenário nacional. Para você que está em Goiânia, as notícias podem ser ainda mais animadoras. Confira o nosso post Mercado Imobiliário em expansão: aumento de 98% em lançamentos na grande Goiânia em 2019 e entenda. 

Se você já está se planejando para aproveitar o cenário econômico positivo para investir no seu imóvel na capital, confira aqui uma lista com os 8 melhores bairros para morar em Goiânia e acerte na escolha de um bairro que é a sua cara.  

Continue ligado em nosso blog para conferir outras novidades do mercado imobiliário, dicas, tendências e notícias do grupo Adão imóveis. Siga-nos também nas redes sociais Facebook e Instagram

Fontes: Revista Exame e Estadão

Voltar