Informações e vendas: (62) 3240-2300
Portal do corretor Portal do cliente

Blog

Mais lidas

Home    /    Formas de pagamento: tudo que você precisa saber para comprar o seu imóvel

Mercado Imobiliário, Imóveis

17/04/2020

Formas de pagamento: tudo que você precisa saber para comprar o seu imóvel

Conquistar a casa própria é um sonho que faz parte da vida de grande parte dos brasileiros que desejam se livrar do aluguel e/ou ter a segurança de ter seu próprio imóvel. Queremos sempre te lembrar que o seu sonho pode não ser tão complicado de se realizar, por isso, vamos falar sobre o primeiro passo para essa conquista: as formas de pagamentos de imóveis. Vem conferir!

Pagamento à vista

O pagamento a vista é a forma mais vantajosa de se comprar um imóvel, já que ela permite descontos e evita os juros, porém ela também é uma das mais difíceis de se praticar, já que os imóveis em geral possuem um valor considerável.

Se você é um tipo de pessoa que possui disciplina para economizar ou possui uma boa saúde financeira, este tipo de negociação tem o seu perfil.

Porém, é importante colocar tudo na ponta do lápis e fazer as contas. Se você investe em outros meios que garantem uma boa renda mensal capaz de manter um parcelamento, talvez seja viável dar uma boa entrada e optar pelo financiamento, e assim resguardar uma parte das suas economias.

Consórcio

O consórcio de imóvel pode ser considerado como uma “poupança comum” e funciona da seguinte maneira: um certo número de pessoas se unem com o objetivo de comprar um imóvel.

Dito isto, os participantes destes grupos pagam mensalidades pré-definidas que o próprio consorciado pode selecionar a partir da simulação. Ou seja, você só paga aquilo que estiver dentro do seu orçamento.

Na contemplação, o consorciado recebe uma carta de crédito no valor contratado, e assim pode realizar a compra do bem. Geralmente, no consórcio não há incidência de juros e o participante paga apenas uma taxa de administração já incluída na parcela.

Os riscos que a pessoa pode sofrer ao escolher essa modalidade, é que a empresa do consórcio pode vir a falência e fazer com que seus clientes percam todo o investimento; ou se muitos consorciados atrasarem na contribuição, os demais participantes podem sofrer alguns problemas como o atraso da aquisição do imóvel.

Financiamento com a construtora

Os financiamentos feitos diretamente com as construtoras oferecem maior flexibilidade de negociação. Não há exigência de limites sobre os valores financiados, renda ou taxas de juros.

Esse tipo de financiamento é uma boa opção para quem pretende quitar o empréstimo em menor tempo, ou até mesmo na entrega das chaves, como é o caso de apartamentos comprados na planta.

Em alguns casos, a construtora serve como intermediária em outras modalidades de financiamento. Ela poderá facilitar a sua negociação em programas como o Minha Casa Minha Vida, por exemplo.

Financiamento bancário

Pelo financiamento bancário, uma instituição financeira fornece o crédito necessário para que a pessoa possa pagar parte do valor do imóvel que pretende adquirir.

Nesta modalidade, o empréstimo ao banco é pago de duas maneiras: uma parte à vista (a entrada), e o restante em parcelas. Por esse motivo, todo financiamento cobra juros. Ou seja, além de pagar o valor do imóvel, você paga uma porcentagem sobre o dinheiro emprestado.

Se você possui uma boa relação com algum banco, recebe salário e faz movimentações do seu dinheiro pela conta corrente, ou possui outros investimentos, é possível conseguir um financiamento na instituição bancária a juros bem atrativos.


Gostou das dicas? É importante frisar que cada pessoa se encaixa melhor com um determinado tipo de financiamento imobiliário. Se você já está planejando investir em imóveis, conheça nossos empreendimentos! Continue ligado em nosso blog para conferir outras novidades do mercado imobiliário, dicas, tendências e notícias do grupo Adão Imóveis. Siga-nos também nas redes sociais Facebook e Instagram.

Voltar